Cultura afro é destaque em evento da Educação

Publicado em 28 novembro de 2019
 
(http://twitter NULL.com/share)

Novembro é o mês em que se comemora o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra. Não por acaso, durante o encontro do Plano Nacional de Educação – Região Serrana, no dia 21, dia seguinte à data comemorativa, os alunos da Escola Municipal Padre Rafael apresentaram os trabalhos realizados na instituição sobre cultura afro-brasileira – textos, bonecas e máscaras. No auditório do Centro Administrativo César Guinle,

representantes de vários municípios, além de representantes da Prefeitura de Nova Friburgo, entre eles o secretário de Educação Igor Pinto, e o representante da colônia Pan-Africana José Tadeu Costa, puderam apreciar tudo o que foi produzido em homenagem a Zumbi e todos os afro-brasileiros.

O secretário Igor Pinto agradeceu pela presença de todos e parabenizou os alunos, professores e direção da Escola Padre Rafael pelos trabalhos desenvolvidos sob a temática da cultura afro-brasileira. Igor deu destaque especial à atuação do professor José Tadeu Costa na colônia Pan-Africana e por levar, desde 2017, o tema para ser trabalhado por professores e alunos. Em 2017, o trabalho foi desenvolvido na escola Santa Paula Frassinetti. Em 20189 e 2019, no colégio Padre Rafael. O secretário falou da sua alegria que a ida dos alunos tivesse coincidido com o encontro sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), com a presença de representantes dos municípios vizinhos, incluindo vários secretários, pois era um momento de troca, em que todos puderam ver como Nova Friburgo tem atuado e os visitantes também, ao relatarem suas experiências.

De acordo com Cintia da Luz, Avaliadora Educacional Técnica MEC, responsável pelo acompanhamento dos planos municipais de Nova Friburgo e municípios do entorno,“hoje, em nosso encontro, o tema trabalhado foi a BNCC no Plano Nacional de Educação. Discutimos sobre as 10 competências apresentadas no documento referência da BNCC, dentre elas o respeito à diversidade e às diferenças, que inclui o tema consciência negra no currículo escolar. Fico muito feliz em ouvir o relato e presenciar o trabalho da Escola Municipal Padre Rafael com o tema, que, sem programarmos, representou o que estudávamos agora há pouco em nossa formação! Parabéns à escola e ao município de Nova Friburgo”, concluiu a avaliadora.

Já no dia 22 de novembro, os alunos da Escola Municipal Cecília Meirelles visitaram a exposição dos trabalhos dos colegas do Padre Rafael na Secretaria de Educação. Segundo a diretora da Unidade, Maria de Fátima de Azevedo, “a classe do 7° ano entrou em sua época de Geografia onde estudam o continente Africano e Europa. Essa época contempla o Velho Mundo, suas características, sua cultura e seus povos. Essa época também contempla a Lei 11.645/08, que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana em todas as escolas, públicas e particulares, do ensino fundamental até o ensino médio. Por isso, estivemos na exposição “Ori”, de Raquel Nader, que está na Praça do Suspiro, depois seguimos para conhecer a exposição “África”, que está na Secretaria Municipal de Educação, e assim descobrindo pedacinhos de cultura africana pela nossa cidade! Em tempos de desamor, saber as origens do mundo e das civilizações que nos transmitem tão rica herança é primordial para combater toda intolerância e preconceito gerado pelo desconhecimento das raízes do mundo”, concluiu a diretora.