Seminário de Saúde Mental comemora o Dia da Luta Antimanicomial em Nova Friburgo

Publicado em 15 maio de 2019
 
(http://twitter NULL.com/share)

.

A Prefeitura de Nova Friburgo, por meio da Secretaria de Saúde, Subsecretaria de Atenção Básica e Gerência de Saúde Mental, iniciou na manhã desta quarta-feira, dia 15, um seminário em comemoração ao Dia da Luta Antimanicomial. O evento foi aberto com a participação da Coordenação de Saúde Mental de Cachoeiras de Macacu, representada por Neiva Moutinho, que falou sobre os desafios enfrentados na cidade, seguindo-se outros profissionais do setor. Também foram exibidos vídeos produzidos pelos usuários dos Centros de Atenção Psicossociais (Caps) relatando suas experiências nos serviços e sua visão particular em relação à luta antimanicomial. Com o auditório do Centro Administrativo Prefeito César Guinle lotado, o seminário prossegue durante todo o dia, tendo como tema “Por quem e porque lutamos”

A gerente de Saúde Mental, Elaine Gomes, explica que a luta antimanicomial é resultado da implantação da Lei da Reforma Psiquiátrica, que institui o melhor tratamento para uma pessoa com transtorno psiquiátrico em liberdade. Trata-se de um tratamento vinculado aos dispositivos da saúde mental, como o Centro de Atenção Psicossocial (Caps). Em Nova Friburgo são três unidades, para adultos, crianças e adolescentes e para pessoas com transtornos psiquiátricos decorrentes do uso e abuso de substâncias como álcool e drogas. Além disso, há uma enfermaria de saúde mental no Hospital Municipal Raul Sertã destinada ao atendimento de pessoas em crise psiquiátrica aguda.

Segundo Elaine, o objetivo da luta antimanicomial é proporcionar ao usuário da saúde mental recursos além da hospitalização e da internação psiquiátrica, que muitas vezes parece ser o único recurso para as pessoas como tratamento. O Dia da Luta Antimanicomial transcorre no dia 18 de maio. Essa data foi criada para confirmar a lógica do tratamento em liberdade.

.

Elaine comentou que o seminário trata ainda da desinstitucionalização do tratamento, que compreende o trabalho de conhecer o paciente internado há muito tempo no hospital psiquiátrico, suas habilidades, competências e condição de alta e levá-lo para um trabalho de atendimento que pode ser feito pelos Caps, ou em casa, pela família, ou ainda nas unidades terapêuticas que serão implantadas este ano. A gerente frisa que, para o tratamento aos pacientes psiquiátricos, a família é muito importante. Deve saber como lidar com o familiar que estava muito tempo internado ou que esteja sendo acompanhado por um dos dispositivos oferecidos.

Quem não conseguiu participar do seminário, pode obter mais informações sobre a luta antimanicomial com a gerência de Saúde Mental, de segunda a sexta-feira, na sede da Secretaria Municipal de Saúde, localizada no Centro Administrativo Prefeito César Guinle – Avenida Alberto Braune, 224, primeiro piso, em frente à Prefeitura de Nova Friburgo, no Centro.