Nova Friburgo tem mais uma Operação Choque de Ordem realizada na noite desta sexta-feira, 22

Publicado em 23 fevereiro de 2019
 
(http://twitter NULL.com/share)

Um homem foi flagrado ao deixar bebê em carro para consumir bebida em bar e três menores apreendidos por ingestão de álcool

No período de pré-carnaval se torna ainda maior a preocupação dos órgãos de segurança pública em relação à prática ilegal da venda de drogas e de álcool a menores. E por isto, a Secretaria de Políticas sobre Drogas de Nova Friburgo, em conjunto com a Polícia Militar, Polícia Civil, Poder Judiciário, Guarda Municipal, Subsecretaria de
Posturas e Conselho Tutelar, realizou na noite de ontem, 22, mais uma Operação Choque de Ordem. A medida visa coibir a venda e o consumo de bebidas alcoólicas e outras substâncias a menores de idade.

.

O secretário da pasta, Daniel Lage, destacou que durante os festejos de carnaval é comum ver um extravasamento de emoções de pessoas e a operação possui um caráter preventivo.

“Nova Friburgo tem um dos melhores carnavais do interior do Estado e porque não trabalhar para que ele também seja o mais seguro? Esta é a nossa meta, atuar, em conjunto com os demais órgãos competentes, para
que os nossos foliões possam curtir este período em segurança”, disse.

Em sua sexta edição, a operação teve como alvo, desta vez, a Rua Monte Líbano, no Centro. Três menores foram encontrados consumindo álcool. Os responsáveis foram acionados pelos conselheiros tutelares para
comparecerem ao local, mas como não foram encontrados, os menores foram conduzidos à Delegacia. Lá foi lavrado um registro de ocorrência e identificado o estabelecimento responsável pela venda, que irá, dentro das medidas legais, responder pelo ato criminoso. Em seguida, os jovens foram encaminhados à casa de familiares pelo Conselho
Tutelar, que fará um acompanhamento dos mesmos.

.

Somado à isto, um flagrante de irresponsabilidade chamou a atenção. Enquanto a operação acontecia, um homem embriagado parou o veículo em fila dupla e deixou só a filha de dois anos, que estava na cadeirinha,
junto com um cão, para consumir bebida alcoólica em bar. O homem, de 40 anos e que é médico, foi conduzido à Delegacia para prestar esclarecimentos e pode responder na Justiça por dirigir alcoolizado e abandono de incapaz.

O capitão Garcia, que conduziu a operação, salientou que o policiamento já vem sendo feito de forma ostensiva na cidade e que a atuação em conjunto com outros órgãos vem para legitimar as ações da Polícia Militar.

“Precisamos deste olhar especial para resguardar e proteger os jovens das drogas”, salientou.