Nova Friburgo mantém ações de combate ao Aedes aegypti

Publicado em 1 fevereiro de 2019
 
(http://twitter NULL.com/share)

.

Mesmo no período de férias, a Prefeitura de Nova Friburgo, por meio da Secretaria de Saúde, não descansa no combate ao Aedes aegypti. E nem pode. Neste mês de janeiro, o forte calor e a chuva, típicos do verão, são fatores que favorecem a proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Para eliminar criadouros, várias ações foram realizadas ao longo deste primeiro mês do ano.

O foco do trabalho é a prevenção. A cada quinze dias, todos os cinco cemitérios públicos da cidade passam por um monitoramento realizado pelos agentes de endemias da Subsecretaria de Vigilância em Saúde. A vistoria busca identificar e eliminar criadouros onde o mosquito possa depositar seus ovos. Em alguns casos, onde os agentes não conseguem eliminar a água, é necessário o uso de larvicidas

É o caso do Cemitério São João Batista, no Centro, que é o maior da cidade. Por lá, muitas pessoas deixam vasos de flores e plantas como forma de homenagear seus entes queridos que se foram. Esses e outros recipientes acabam acumulando água da chuva, local ideal para que o mosquito se reproduza. Por este motivo, os agentes encontram criadouros regularmente neste ponto da cidade sendo, geralmente, do aedes aegypti.

Outro ponto que também passa por vistoria quinzenal é o Hospital Municipal Raul Sertã. A última visita realizada nas dependências da unidade não encontrou nenhum foco. Mesmo assim, os agentes providenciaram coberturas mais eficazes para as caixas água, visando reforçar o cuidado preventivo.

Paralelamente, ao longo do mês, algumas denúncias de locais com água parada, feitas por moradores da cidade, levaram os agentes para vistoriarem os antigos hoteis Olifas, no bairro Lagoinha, e Mury Garden, em Mury. De acordo com a Vigilância em Saúde, após uma rigorosa vistoria no Olifas, foi constatado que o local não apresenta riscos de proliferação do mosquito Aedes aegypti, uma vez que a água acumulada na piscina é de fluxo contínuo, corrente. O espaço recebeu focal com larvicida e possíveis depósitos que poderiam acumular água foram eliminados. Já no Mury Garden, foi realizada a eliminação mecânica e tratamento com larvicida em depósitos contendo água parada, em especial na piscina.

Visando reforçar o trabalho de prevençao e aumentar as equipes que atuam por toda cidade, a Prefeitura de Nova Friburgo está realizando processo seletivo simplificado para contratar mais 44 agentes de endemias. Além disso, os agentes percorrem os bairros friburguenses com visitas domiciliares que, somadas às denuncias feitas pelos cidadãos, ajudam a controlar o avanço das doenças transmitidas pelo mosquito. As solicitações de vistorias podem ser feitas pelo telefone (22) 2543.6293.

FOTO: DIVULGAÇÃO PMNF