Lei de Incentivo ao Esporte pode ser grande recurso para o Friburguense

Publicado em 8 fevereiro de 2019
 
(http://twitter NULL.com/share)

Prefeito Renato Bravo se reuniu com representantes do Friburguense Atlético Clube, entre outras personalidades, para importante debate sobre a Lei do Incentivo ao Esporte

.

 

Na manhã desta sexta-feira, 08, o prefeito Renato Bravo recebeu um grupo em seu gabinete para debater questões relacionadas a investimentos para a equipe do Friburguense Atlético Clube. Estavam presentes Secretários, empresários e integrantes da diretoria do Frizão.

O consultor de gestão e marketing esportivo, Michel Cravo, também participou do encontro e explicou que essa foi uma reunião primária de apresentação do funcionamento da Lei de Incentivo ao Esporte, que permite às empresas tributadas pelo ICMS – Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços – disponibilizar 3% do imposto devido ao Estado para projetos esportivos.

.

“Foi uma reunião importantíssima porque, quando um prefeito abraça um projeto, esse projeto passa a ser da cidade e não de um clube, e isso faz com que as empresas se interessem a estar aliando sua marca junto ao clube. É importante para o caminho do Friburguense já que a cidade, hoje, abraça a causa”, comentou Michel.

José Eduardo Siqueira, gerente de futebol do Friburguense, disse que com a tendência da elitização e com a falta de patrocínio, a Lei do Incentivo é um caminho para seguir daqui para frente e que o time está aberto para uma situação nova. Siqueirinha, como é mais conhecido, comentou que a importância disso tudo é, também, pela cidade de Nova Friburgo.

“O Friburguense hoje está partindo por esse caminho, de tentar voltar à primeira divisão, de continuar com o nosso projeto interno, mas também pensando na grande valorização que a cidade vai ter. O futebol é uma grande paixão, mas tem sido feito para poucos. Está passando por um processo de elitização, contudo, a gente quer estar entre esses poucos que hoje é uma ideia nossa, do prefeito, trazendo esses novos empresários.”
4 anexos