Seminário sobre arquivos é realizado pela Fundação Dom João VI em Nova Friburgo

Publicado em 8 novembro de 2018
 
(http://twitter NULL.com/share)

O livro sobre os 200 anos de Nova Friburgo foi entregue a alguns dos participantes

O seminário “Ética e Preservação no Campo dos Arquivos” está sendo realizado pela Fundação Dom João VI, órgão integrante da estrutura da Prefeitura de Nova Friburgo. A abertura se deu na noite de quarta-feira, dia 7, e o evento segue até esta quinta-feira, 8, na Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL). Participam gestores das instituições de arquivo como o Arquivo Nacional, Fundação Oswaldo Cruz, cursos de arquivologia da UFF e UniRio, Câmaras Técnicas e Setoriais do Conselho Nacional de Arquivos e interessados na preservação de documentos.

O presidente da Fundação Dom João VI, Luiz Fernando Folly, tinha boas expectativas sobre o seminário no ato da abertura. Ele disse que o objetivo era entender e planejar para o futuro o arquivo público municipal, conforme leis já existentes, abrangendo a gestão e os trâmites dos processos, de forma que a população tenha cem por cento de acesso a essas informações, com total transparência.

Nas capitais isso já acontece, porém nas cidades do interior ainda não há uma política de gerenciamento dos arquivos. E Nova Friburgo é uma das pioneiras. O seminário partiu da prefeitura para conceber grandes arquivos como das secretarias de Educação e Saúde e como administrar tudo isso, o que deve ser preservado, que instrumentos são necessários ao treinamento de funcionários, além de espaço físico.

Na opinião de Folly, o seminário serve para discutir internamente o assunto entre os agentes de cada secretaria que trabalha com os arquivos e também expor suas experiências, como a Fundação Dom João VI, que cuida do arquivo histórico de Nova Friburgo. O seminário também discute os arquivos iniciais, os primeiros documentos, bem como a criação do arquivo público municipal.

Os participantes do seminário farão jus a um certificado.