Nova Friburgo recebe 21 agentes de desenvolvimento do Estado de Alagoas

Publicado em 6 novembro de 2018
 
(http://twitter NULL.com/share)


Representantes dos municípios vieram conhecer o case de sucesso da Sala do Empreendedor

O trabalho desenvolvido pela Sala do Empreendedor de Nova Friburgo é tido como referência pelo Sebrae e por isso diferentes municípios da região já vieram até a cidade para conhecer de perto o funcionamento do trabalho que transformou a unidade em case de sucesso. Contudo, o desenvolvimento do mesmo foi além e recentemente o Município recebeu 21 representantes do Estado de Alagoas.

Estiveram em Nova Friburgo representantes de Atalaia; Coruripe; Viçosa; Coqueiros Seco; Campo Alegre; São Miguel dos Campos; Ibatequara; Colônia; Leopoldina; São Sebastião; Rio Largo; Junqueiro; União dos Palmares; Maragogi; Penedo; Santana do Ipanema; Messias; Palmeira dos Índios; Jaramataia; Paulo Jacinto e Marechal Deodoro.

Na ocasião, eles receberam importantes orientações e obtiveram, desta forma, uma base para implementar uma sala como essa em seus respectivos municípios ou ainda valiosas instruções para aqueles que já possuem uma, mas querem alavancar as atividades desenvolvidas.

Para o subsecretário de Desenvolvimento Econômico, Walter Thurler, o fato de Nova Friburgo ser apontada pelo Sebrae como modelo de Sala do Empreendedor a ser seguido está atrelado à vitória no Programa Cidades Empreendedoras, em junho deste ano.

“A atenção com esse segmento, visando em especial a redução da burocracia ao empreendedor, é uma forte premissa do prefeito Renato Bravo e que procuramos seguir à risca desde o início de sua gestão, o que culminou na vitória do Programa Cidades Empreendedoras, do Sebrae, na Categoria Cooperação Intermunicipal para Desenvolvimento Econômico, em junho deste ano”, salientou.

Durante o encontro, foram discutidos, além da importância e o modus operandi da Rede de Agentes de Desenvolvimento Econômico, o modo utilizado na cidade de desburocratização dos processos, por meio de sistema online. Ambos, interligados diretamente.

Os alvarás, por exemplo, antigamente levavam até 120 dias para serem liberados e hoje, os mais simples, saem em até 5 dias úteis. E com a utilização do sistema online, além da agilidade, há ainda uma grande economia para o Município, já que para mil alvarás liberados no ano passado deixou-se de imprimir mais de 50 mil folhas.