Nova Friburgo é contemplada com programa pioneiro na região de recuperação ao homem agressor

Publicado em 10 agosto de 2018
 
(http://twitter NULL.com/share)

Parceria entre Prefeitura e Poder Judiciário foi firmada esta semana

Na semana em que se celebram os 12 anos de sanção da Lei Maria da Penha, objeto de significativa relevância para a mudança no trato da violência doméstica no país, trazendo a implantação de medidas de proteção às mulheres e também de punição aos agressores, o Município de Nova Friburgo conquista um grande feito. Por meio de uma importante parceria firmada entre a Prefeitura e o Poder Judiciário, foi criado um programa para atendimento aos homens agressores, após a identificação da necessidade de oferecer a eles uma orientação sobre a questão, além do suporte dado às mulheres vítimas de algum tipo de agressão.

Cerca de 90% dos casos de violência doméstica na cidade (isso inclui casos de agressão de homens a qualquer mulher, não apenas àquelas com quem mantém uma relação conjugal) está relacionado ao uso de álcool e/ou drogas. Por esta razão, o trabalho foi idealizado e será conduzido pela Secretaria de Políticas sobre Drogas, que, após o encaminhamento feito pelo Judiciário, irá acolher o agressor e dar a ele, por meio de uma equipe multidisciplinar, o suporte necessário para ele não repetir a ação. O tempo de duração do acompanhamento vai depender do caso e da determinação feita pelo juíz.

“Por trás de uma agressão à mulher, entre outros pontos, está arraigada uma forte questão cultural, que faz o homem, que comete este tipo de atitude, acreditar que pode fazer qualquer coisa como forma de imposição de sua masculinidade. E o que nós da Secretaria de Política sobre Drogas queremos é ter um novo olhar sobre ele, que tem uma agressividade latente potencializada pela bebida ou droga”, pontua Dra. Rosângela Cassano, advogada da secretaria e idealizadora do programa.

Para o secretário da pasta, Daniel Lage, é grande a expectativa de estar à frente deste trabalho na cidade que, além de ser pioneiro na região, mostra a grande preocupação do prefeito Renato Bravo com a causa.

“Acreditamos muito na eficiência que teremos com esse novo desafio e estamos muitos satisfeitos com a confiança do Judiciário no Executivo para atuação nesta questão. O objetivo principal é fazer o agressor repensar suas atitudes e reinseri-lo no âmbito familiar e social. Esse é um problema de todos, grave, e para o qual, não podemos fechar os olhos”, disse.

SECRETARIA DE POLÍTICA SOBRE DROGAS – Nova Friburgo é a única cidade no Estado do Rio, e está entre apenas as 14 cidades do país, a contar com uma pasta destinada exclusivamente ao trabalho de combate e prevenção ao uso de drogas, o que evidencia a sensibilidade da Atual Gestão com a questão.

A secretaria atua com uma equipe multidisciplinar de profissionais, como psicólogo, pedagogo e professores, e trabalha em cima de três eixos: prevenção, tratamento e reinserção social. Nos últimos três meses, a média mensal de atendimentos esteve entre 20 a 30 casos decorrentes de algum tipo de dependência química. Durante o último ano já foram realizados 130 atendimentos.

Há mais de um ano, a equipe está, semanalmente, presente nas ações de bairros, circundando todo o entorno da cidade e realizando trabalho preventivo, que identifica e acolhe um possível dependente químico.

SERVIÇO – A Secretaria de Políticas sobre Drogas funciona na Praça Getúlio Vargas, número 92, 4º andar, no Centro. O atendimento é feito de segunda a sábado, das 9h às 17h. O telefone para mais informações é (22) 2543-6303.