No Dia da Lei Maria da Penha, o CREM faz balanço às mulheres em situações de violência

Publicado em 8 agosto de 2018
 
(http://twitter NULL.com/share)

Nesta terça-feira, 07, foi o Dia Estadual da Lei Maria da Penha. Visando essa lei, de grande importância e que está em vigor há 12 anos, o governo do prefeito Renato Bravo destaca a relevância e o delicado trabalho realizado pelo Centro de Referência da Mulher. O CREM de Nova Friburgo funciona desde 2007 atendendo e acompanhando, em média, 50 mulheres no mês, oferecendo atendimento jurídico, psicológico e de assistência social, uma vez por semana.

Não são todos os municípios que possuem essa estrutura acolhedora para as pessoas que se consideram do sexo feminino e que sofrem algum tipo de agressão. A violência pode não ser apenas do marido ou companheiro e pode se apresentar de várias formas: pela violência física, moral, patrimonial, sexual e psicológica. Em alguns casos, há o encaminhamento à DEAM, Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, o que não interfere no auxílio prestado pelo CREM, que é realizado em longo prazo.

“Aqui temos profissionais capacitados, todas são mulheres, para atender quem necessita dessa ajuda. […] A cada cinco mulheres três sofrem algum tipo de violência e, às vezes, ela não percebe achando que a violência é só física. Xingamento, agressão, humilhação, tudo isso é uma forma de violência. Então a gente está aqui para acolher, orientar, de braços abertos, essas mulheres para, assim, saírem desse ciclo de violência”, pontuou a coordenadora do CREM, Luciana Silva.

As mulheres terão mais um aliado a partir de hoje. A Prefeitura, por meio da Secretaria de Assistência Social, retornou com o carro específico do Centro de Referência da Mulher servindo como mais uma ferramenta de auxílio disponível para regulamentar as visitas e até locomoção das beneficiárias para a DEAM, por exemplo.

Vale ressaltar que as mulheres em situação de algum tipo de abuso podem recorrer ao número de telefone 180, recebendo por meio deste, as primeiras orientações acessíveis ao fato relatado. O CREM também está disponível para qualquer ajuda e fica localizado no prédio da antiga rodoviária Leopoldina, na Avenida Alberto Braune. O telefone para contato é 2525-9226.