Conselhos Federal e Regional de Administração apresentarão Índice CFA de Governança Municipal em Nova Friburgo

Publicado em 13 junho de 2018
 
(http://twitter NULL.com/share)

Evento ocorrerá no próximo dia 29 de junho, às 14:00, no auditório da Oi

Por iniciativa dos Conselhos Federal e Regional de Administração, a Prefeitura de Nova Friburgo sediará a apresentação do Índice CFA de Governança Municipal (IGM-CFA) no próximo dia 29 de junho, às 14:00, no auditório da Oi. Na ocasião, estarão presentes o Administrador Wagner Siqueira, presidente do Conselho Federal de Administração e a equipe técnica responsável pela apresentação do IGM-CFA. A iniciativa conta com o apoio do governo municipal através da Controladoria Geral e da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação.

.

No mesmo dia, van do projeto CRA-RJ Itinerante estará na praça Dermeval Barbosa Moreira, levando os serviços que regularmente são realizados na sede do Conselho. Dentre os procedimentos está a emissão de registro profissional, secundário e de estudante, transferência de registro, segunda via de carteira, pagamento de anuidade/parcelamento, entre outras solicitações. Importante ressaltar que a cidade de Nova Friburgo possui diversas universidades oferecendo cursos de Administração, tanto presenciais quanto a distância.

O SISTEMA CFA/CRA

Por meio da ética, competência, inovação, valorização da profissão e participação, o Sistema CFA/CRA busca promover a Ciência da Administração, valorizando as competências profissionais, a sustentabilidade das organizações e o desenvolvimento do país. A partir de tais valores, objetiva-se, com o desenvolvimento do Índice de Governança Municipal, expandir o debate sobre a importância
da gestão para a promoção do desenvolvimento municipal. Nesse contexto, o Índice será utilizado para reconhecer, registrar e disseminar as boas práticas de gestão brasileiras por meio de publicações, eventos e prêmios.

O ÍNDICE CFA DE GOVERNANÇA MUNICIPAL (IGM-CFA)

O Índice CFA de Governança Municipal (IGM-CFA) consiste em uma métrica da governança pública nos municípios brasileiros a partir de três dimensões: Gastos e Finanças Públicas; Qualidade da Gestão; e
Desempenho. Foi elaborado a partir de dados secundários e considera áreas como saúde, educação, planejamento urbano, articulação institucional, gestão fiscal, habitação, recursos humanos e outras.

A partir da construção de extenso banco de dados municipais, que foram extraídos de fontes secundárias de bases públicas como STN, IBGE e PNUD, realizou-se a priorização de indicadores e variáveis, e em seguida, por meio de tratamento estatístico, foi possível gerar um resultado para cada dimensão e para o Índice. Assim como boa parte de suas fontes, o IGM será atualizado anualmente.

Nesse sentido, o Índice CFA de Governança Municipal se destaca e se diferencia dos demais índices já utilizados no contexto brasileiro para mensuração da performance municipal, uma vez que
contempla visão mais ampliada sobre as dimensões da governança pública e, em especial, sobre a relação entre as dimensões fiscal, gestão e desempenho.

PARA QUEM?

GESTORES MUNICIPAIS – O Índice pode ajudar os gestores dos municípios a visualizar as necessidades e/ou boas práticas de sua região.

CIDADÃOS – Com acesso à informação, estimula-se a participação social, contribuindo para maior integração do governo com a sociedade.

SETOR PRIVADO – Pode orientar o setor em suas ações voltadas para o desenvolvimento, incluindo alocação de recursos e público-alvo de suas atividades.

PESQUISADORES – Com dados abertos, possibilita diversos tipos de análises sobre os municípios, estados e regiões brasileiras, sendo possível identificar exemplos de boas práticas e os principais
desafios enfrentados.

RESULTADOS

Os resultados do Índice apresentaram notas para mais de 3.300 municípios, uma relevante abrangência que considera cerca de 60% do total de municípios brasileiros. Quanto às dimensões, ainda mais municípios podem ser analisados, visto que para Gastos são 4.635 resultados; para Gestão, 4.348 e, para Desempenho, 4.986.

De modo geral, os resultados apresentaram um Brasil dividido, onde a maioria dos municípios com melhores resultados se concentra nos estados de São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Com relação às regiões brasileiras, percebe-se que as melhores práticas estão na região Sul, Sudeste e parte da Centro-oeste.

Com os resultados da primeira edição do IGM-CFA o Sistema CFA/CRAs tem em mãos diversas possibilidades de utilização do Índice para promover boas práticas de gestão e governança pelo Brasil como debates, seminários, publicações, workshops e prêmios para as melhores práticas.