Nova Friburgo diz não ao preconceito com mais um Concurso Gay do Carnaval

Publicado em 13 fevereiro de 2018
 
(http://twitter NULL.com/share)
Mônica Guimarães, segundo lugar no concurso

Mônica Guimarães, segundo lugar no concurso

Na noite dessa segunda-feira de carnaval, a Praça Dermeval Barbosa Moreira ficou cheia de brilho, alegria e diversidade. Isso porque tivemos, em mais um ano, o Concurso Gay do Carnaval, com direito a apresentação do irreverente William Ferro, que tirou ótimas gargalhadas do público, além de deixar seu recado para que possamos viver felizes e em paz com as diferenças, além, é claro, das belíssimas apresentações dos concorrentes ao concurso, que foi desde Pablo Vittar à “Priscilla, A Rainha do Deserto”.

Como sempre o apresentador do evento levou muita descontração e alegria para todos que assistiram ao concurso, com trocas de roupas entre uma apresentação e outra, além de levar uma mensagem positiva e alto astral, mostrando que podemos e devemos viver sem preconceito.

“Direito não se exige, a gente conquista com o tempo!”, foi uma das frases de Willian durante o comando do evento.

.

.

Durante os shows o público pode ver muita dança, encenação, dublagem e, claro, muito glamour e ousadia. Alguns participantes se apresentaram pela primeira vez, enquanto outros já tinham participado de outros anos. Uma mistura de irreverência, qualidade, brilho e criatividade nas apresentações. O vencedor de 2017, o Tito, antes de passar a faixa para o campeão de 2018, também se apresentou, levando ao público uma mensagem pedindo menos preconceito.

Os jurados tiveram uma tarefa difícil em escolher os três primeiros colocados, já que todos deram um show de ousadia e originalidade. Mas a soma das notas deu o 3º lugar para Desirée Von Cartier, que dublou e dançou ao som de Madona, o 2º lugar para Mônica Guimarães, que encenou uma bruxa e terminou sambando para o público, e o 1º lugar para Martany Rangel, que fez várias performances em uma só, chegando como “Priscilla, A Rainda do Deserto”, e terminou dançando com uma luxuosa fantasia de carnaval.

Para o secretário de Turismo, Wilton Neves, que fez a entrega do troféu ao primeiro colocado, esse tipo de evento e concurso, além de ter sido possível pela ajuda dos muitos envolvidos, serviu para mostrar que sim, Nova Friburgo é uma cidade de muitas culturas, povos e vive muito bem com toda diversidade.

Ainda houve a coroação simbólica de um homem e uma mulher como os “Gays Honorários do Carnaval”, uma demonstração de que o preconceito não deve existir quando o assunto é homossexualidade e escolha de gênero.

Para ver mais fotos, clique aqui. (https://goo NULL.gl/8S7GPa)