Prefeitura condena ato de vandalismo no chafariz da Praça Getúlio Vargas e pede ajuda dos friburguenses na fiscalização

Publicado em 9 agosto de 2017
 
(http://twitter NULL.com/share)

Localizada no coração de Nova Friburgo, a Praça Getúlio Vargas é um dos pontos turísticos mais famosos da cidade e ponto de encontro e passagem de milhares de friburguenses todos os dias. Ciente da importância do espaço para a comunidade friburguense, a Prefeitura de Nova Friburgo, através da Secretaria de Serviços Públicos, promoveu uma série de intervenções no local, a fim de garantir mais conforto e segurança aos cidadãos.

Um ato de vandalismo que enfeia um dos principais pontos turísticos de Nova Friburgo.

Um ato de vandalismo que enfeia um dos principais pontos turísticos de Nova Friburgo.

Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), a Praça Getúlio Vargas voltou tem recebido a atenção necessária por parte do Executivo municipal. Apenas nos primeiros meses da gestão Renato Bravo à frente da Prefeitura, a iluminação da praça foi toda refeita e o chafariz foi reformado e ganhou iluminação especial. Alguns bancos danificados também foram substituídos e receberam pintura nova.

Mas apesar dos esforços da atual administração municipal, o chafariz da Praça Getúlio Vargas amanheceu pichado nesta quarta-feira, 9. Um ato de vandalismo que enfeia um dos principais pontos turísticos de Nova Friburgo.

“Vamos ter muito trabalho. Estamos pesquisando como retirar essa tinta, porque fui usada uma resina no chafariz, um material diferenciado, que dificulta a remoção da pichação. Vai dar muito trabalho mesmo, mas vamos recuperar novamente o chafariz porque trata-se de um cartão-postal da Praça Getúlio Vargas”, disse o secretário de Serviços Públicos, Gilberto Salarini.

Gilberto Salarini também conta com a ajuda da população friburguense na fiscalização e preservação da Praça Getúlio Vargas e de Nova Friburgo como um todo.

“Pedimos a população que nos ajude a fiscalizar. Temos os agentes da Guarda Municipal e da Polícia Militar, mas os friburguenses podem e devem ajudar na fiscalização, porque esse espaço é de todos os friburguenses”, finalizou o secretário.