Subsecretaria de Posturas doa produtos apreendidos ao Laje e Afape

Publicado em 16 março de 2017
 
(http://twitter NULL.com/share)
Subsecretário de Ordem e Mobilidade Urbana, Maurício Seguro (e), o vice-presidente da Afape, Lindemberg Soares de Melo, e o fiscal Irapuan Ribeiro.

Subsecretário de Ordem e Mobilidade Urbana, Maurício Seguro (e), vice-presidente da Afape, Lindemberg Soares de Melo, e o fiscal Irapuan Ribeiro.

O vendedor ambulante que não reside em Nova Friburgo e aquele que reside e não possui licença terão seus produtos apreendidos pela Subsecretaria de Posturas da Prefeitura. Na quinta-feira, 16, alguns produtos apreendidos no fim do ano passado (2016), na RJ-130, foram doados a duas instituições de caridade da cidade: Afape e Laje, por fiscais da Posturas e da Secretaria de Ordem e Mobilidade Urbana.

A doação à Associação Friburguense de Amigos e Pais dos Educandos (Afape) foi de 15 cadeiras de ferro e nylon, seis pequenas e nove grandes, mais uma vassoura e uma churrasqueira de metal. Para o Lar Abrigo Amor a Jesus (Laje) foram nove cadeiras grandes, uma vassoura e outra churrasqueira.

Essas mercadorias foram apreendidas na Estrada Friburgo-Teresópolis, RJ-130, no fim de 2016, próximo às festas natalinas. Segundo o fiscal da Posturas de Nova Friburgo, André Velozo, o ambulante estava estacionado na rodovia com um caminhão, vendendo cadeiras e os outros produtos sem licença. “Esse ambulante nem poderia, mesmo com licença, realizar as vendas naquele local”, afirmou.

Foto - Daniel Marcus (3)

As mercadorias foram apreendidas na Rodovia 130, a Friburgo-Teresópolis

De acordo com André, a licença a ambulantes é dada pela Prefeitura somente com comprovação de residência na cidade. Pessoas de fora, como esse ambulante, não podem retirá-la, como prevê o código de posturas do município.

A doação foi feita depois do período de 60 dias, como previsto no código. Segundo André, o ambulante irregular, que teve sua mercadoria apreendida, ainda tem a possibilidade de reavê-la dentro desse prazo e após pagar multa. Caso não o faça, a subsecretaria faz a doação a instituições de caridade da cidade.