Secretaria de Educação amplia equipe de informática para atender escolas

Publicado em 21 setembro de 2011
 
(http://twitter NULL.com/share)

Com 133 unidades escolares, dezenas delas com laboratórios de informática, centenas de computadores e impressoras em uma rede que atende quase 20 mil alunos, a Secretaria Municipal de Educação (SME) ampliou sua equipe de informática tendo em vista não apenas a manutenção dos equipamentos existentes, mas pensando também nos projetos em andamento, como a renovação dos computadores da Secretaria, a aquisição e uso de mini-notebooks do projeto “Um computador por aluno” do MEC que beneficiará mais de 2 mil alunos em seu primeiro ano de vigência e o software livre e-Cidade, que será implantado para aglutinar e gerir as informações da rede municipal de ensino.

Com todos os problemas sofridos pele rede municipal de ensino, com perdas e defeitos em equipamentos decorrentes da tragédia, ainda há muito trabalho a fazer, de acordo com o responsável pelo setor, o analista de sistemas Saulo Diniz. Mas ele espera conseguir em breve, junto com sua equipe, colocar as demandas em dia, visto que a Secretaria está adquirindo novos equipamentos. Tanto nas escolas como na sede da SME, o plano é de instalar rede sem fio para facilitar qualquer eventual mudança de local dos equipamentos.

(http://novafriburgo NULL.rj NULL.gov NULL.br/2011/09/secretaria-de-educacao-amplia-equipe-de-informatica-para-atender-escolas/foto-2886/)

o analista de sistema, Saulo Diniz, avalia equipamento danificado - FOTO: Divulgação

A implantação do sistema e-Cidade foi uma decisão conjunta das secretarias de Educação e de Ciência e Tecnologia, que optaram pelo software livre, composto por módulos, permitindo a inclusão de informações de toda a rede, não apenas do núcleo central da SME. O sistema está sendo estudado pelas equipes das duas secretarias e será implantado nas próximas semanas. Este era um anseio do secretário de Educação, Marcelo Verly, desde que assumiu o cargo em novembro de 2010. Adepto das novas tecnologias, Verly considera fundamental a utilização de um sistema único da SME, que também poderá ser utilizado pela prefeitura, unificando as informações e possibilitando um levantamento detalhado e ágil de todos os setores da educação municipal, o que permitirá um diagnóstico atualizado da rede.